A Boeing suspendeu ontem as entregas de seu modelo mais vendido, o 737 Max. A aeronave está proibida de voar na maioria dos países, após um acidente da Ethiopian Airlines no domingo (10), que matou as 157 pessoas a bordo. Foi o segundo acidente com o modelo em cinco meses. Desde segunda-feira, a fabricante perdeu US$ 27 bilhões em valor de mercado. Companhias aéreas...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários