O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse que vai apurar “com rigor” a suspeita de que policiais militares foram ao hospital Getúlio Vargas, no bairro da Penha (zona norte do Rio), para exigir que os funcionários entregassem a bala que matou a menina Ágatha Félix, de 8 anos, no mês passado. Em sua conta no Twitter, Witzel disse ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários