A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) retoma nesta terça-feira, 3, as atividades presenciais relacionadas a aulas práticas e libera o uso de laboratórios e bibliotecas nos cinco câmpus da instituição. As aulas teóricas continuam de forma remota, devido a pandemia da covid-19.

Conforme a Unitins, estão liberadas ainda o acompanhamento nas disciplinas exatas e específicas, estágios, projetos de pesquisa e extensão, além do Complexo de Ciências Agrárias e atendimento no Núcleo de Apoio Psicossocial e Educacional. A medida leva em consideração o Protocolo de Segurança em Saúde.

Esse protocolo regulamenta o retorno aos laboratórios com turmas menores, com no máximo 15 estudantes.  Foram adquiridos equipamentos de proteção individual e máscaras, além do álcool em gel produzido pela própria universidade. Com a volta dessas atividades e haverá disponibilização de termômetros para aferir a temperatura dos usuários dos laboratórios.

Essa retomada das atividades beneficiará neste primeiro momento, principalmente, os cursos de engenharia agronômica e enfermagem, que tem grande carga horária de aulas práticas.

Ainda segundo a instituição, o uso das bibliotecas acontecerá com agendamento e, após o uso do livro, o material ficará em quarentena por cinco dias antes de ser emprestado para outro estudante. As bancas de trabalhos de conclusão de curso podem acontecer com número máximo de dez pessoas, com respeito ao distanciamento social, além da aferição da temperatura.

Já as atividades de estágio fora da Unitins os coordenadores devem realizar um levantamento a respeito de cada cenário e estrutura local, entretanto deve haver a orientação da obrigatoriedade do uso de equipamento de proteção.

O Protocolo de Segurança em Saúde publicado na última semana pelo Governo do Tocantins determina um controle de acesso e permanência às instituições de ensino evitando as aglomerações, mantendo o distanciamento social e os hábitos de higiene. Todas as medidas de segurança em saúde obedecem ao Guia de Orientações elaborado pelo Ministério da Educação (MEC).