Próximo a completar 16 anos de implantação, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) anunciou possibilidade de suspender as atividades acadêmicas e administrativas em dois meses. A medida é consequência do corte de 30% no orçamento da Educação Superior anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) no último mês. O reitor da UFT, Luis Eduardo Bovolato, destaca...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários