Com 35 novos casos confirmados da Covid-19 nesta segunda-feira, 29, o Tocantins ainda contabiliza 3.531 pacientes ativos, ou seja, 34% dos infectados pela doença ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar. Outros 195 pacientes não resistiram e faleceram devido às complicações do vírus em 48 municípios, que representa uma letalidade de 1,88%. 

Outras 6.633 pessoas já tiveram a doença e estão recuperadas, o número equivale a 64% dos diagnostico. Somando os óbitos, ativos e curados, ao todo, o Estado já teve 10.359 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia em 113 cidades tocantinenses, conforme o 106º Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES)

Esse número total indica uma incidência de 658,60 por 100 mil habitantes. Outro dado da SES é que 5.349 (51,6%) são de mulheres que tiveram ou ainda tem a doença e 5.010 (48,4%) são homens. A cidade com mais casos é Araguaína com 3.792 seguida de Palmas com 1.719 infectados e outros 16 municípios tem mais de 100 casos registrados.  

Novos casos

Dos novos casos confirmados nas últimas 24 horas, 97 são diagnósticos por RT-PCR, 14 por sorologia e 24 de  testes rápidos. Esses novos casos são de Palmas (47), Araguaína (21), Porto Nacional (21), Xambioá (11), Wanderlândia (5), Araguatins (4), Augustinópolis (4), Formoso do Araguaia (4), Aragominas (2), Arapoema (2), Gurupi (2), Paraíso do Tocantins (2), Araguanã (1), Cariri do Tocantins (1), Carmolândia (1), Caseara (1), Darcinópolis (1), Goiatins (01), Itaguatins (1), Nova Olinda (1), Piraquê (1) e São Bento do Tocantins (1). 

Óbitos

Segundo a SES, os novos óbitos contabilizados pelo Boletim desta segunda são de um homem e duas mulheres. O homem de 66 anos é residente de Arapoema e a mulher de 82, em tratamento oncológico, mora em Araguaína. 

O terceiro caso é de uma residente de Palmas, de 40 anos, que também estava em tratamento contra o câncer. Esse caso já havia sido divulgado pela Prefeitura de Palmas na última terça-feira, 23, entretanto como o falecimento ocorreu em Goiânia a SES tinha informado que aguardava a confirmação com uma declaração de óbito daquele estado para juntar aos dados oficiais.