Na madrugada desta terça-feira, 22, o Tocantins deve receber mais 44 mil doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz. Esses imunizantes serão destinados exclusivamente, para aplicação de segundas doses em públicos que já receberam a primeira para completar o esquema vacinal. 

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde (SES), devem ser imunizados pelos municípios com essa nova remessa pessoas de 60 a 64 anos, trabalhadores da Saúde, Forças de Segurança, Salvamento e Forças Armadas. 

A Saúde Estadual afirma que a exclusividade dessa e de todas as remessas para os grupos destinados é definida e enviada pelo Ministério da Saúde (MS). O quantitativo de doses enviado tem base no quantitativo populacional do Estado.

As vacinas serão recebidas em Palmas e a equipe técnica da Gerência Estadual de Imunização fará a conferência dos lotes para distribuição. Posteriormente, os imunizantes são levados as centrais de distribuição em Palmas e Araguaína para os municípios realizarem a retirada. 

Atrasados

Até a semana passada, a Saúde Estadual contabilizou que 6.031 tocantinenses estavam com a segunda dose atrasada há mais de 90 dias. Os dados do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde (Integra Saúde) indicaram que 4.085 pessoas que receberam a D1 de CoronaVac, que tem intervalo de 21 a 28 dias, já estão há mais de 90 dias sem tomar a D2. Já no caso da AstraZeneca, que tem período de  após 90 dias, 1.946 pessoas tomaram a primeira dose e ainda não compareceram para a segunda dose. 

Conforme a SES, os números são preocupantes por mostrar que a inércia atrapalha a logística do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), além de limitar o esquema vacinal enfraquecendo o efeito que a vacina poderia ter contra a doença.