O estudante de direito Anderson Campos do Nascimento, de 24 anos, foi preso pela segunda vez, acusado de aplicar golpes em idosos e agências bancárias na cidade de Filadélfia, a 479 km da Capital. O homem já foi denunciado pelo crime de furto qualificado em abril deste ano, mas estava aguardando julgamento em liberdade com restrições, até ser visto em bares, descumprindo decisão judicial.  

Nascimento foi preso pela primeira vez na Casa de Prisão Provisória de Araguaína em abril deste ano sob suspeita de furto qualificado. Ele foi processado e o juiz concedeu que aguardasse o julgamento em liberdade, no entanto, com algumas restrições. Nascimento não poderia sair da cidade sem informar a Justiça e nem frequentar bares e demais locais que possuam bebida alcóolica.

Nos últimos dias, o homem foi flagrado pela Polícia Civil frequentando bares e festas em Araguaína e no Estado do Pará. Ele também chegou a postar nas redes sociais fotos com bebidas alcóolicas e em um bar ao lado de amigos, com a legenda “segue o fluxo”.

Com isso, os fatos foram informados ao juízo de Filadélfia através de Relatório Circunstanciado e o magistrado revogou as medidas cautelares e decretou novamente a prisão de Nascimento.

O acusado foi preso novamente na última quinta-feira, 17, em São Geraldo (PA). Ele já foi transferido para unidade prisional de Xambioá do Tocantins.

Caso

De acordo com a Polícia, o estudante se oferecia para ajudar as pessoas no caixa eletrônico e supostamente roubava os cartões e senhas. Ele foi encontrado com 12 cartões de pessoas diferentes e chegou a movimentar mais de R$ 8 mil em uma semana.