Após a conclusão das investigações de um caso de estupro de vulnerável em Santa Fé do Araguaia, a Polícia Civil indiciou um homem de 21 anos, suspeito do crime ocorrido ainda em 2019, e remeteu o caso à Justiça. A vítima, na época tinha 13 anos, e as investigações apontaram que o indiciado trocava mensagens em redes sociais e aplicativos de comunicação com a adolescente.

Conforme a Polícia Civil, na época, o suspeito marcou encontro com a vítima e praticou relações sexuais não consentidas com a jovem. E apesar de não ter confessado o crime, os exames periciais apontaram a veracidade da prática do crime à vulnerável.

O delegado Fernando Rizério, responsável pelo caso, lembra que “relações sexuais com pessoas de tenra idade sempre são consideradas terem ocorrido com violência presumida porque elas podem expressar sua vontade ou não”. A pena de um estupro simples que varia de 6 a 10 anos de prisão, já a pena para estupro de vulnerável varia de 08 a 15 anos de reclusão.