Os ministros da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça revogaram a ordem de prisão preventiva de um homem acusado de homicídio que, mesmo sem julgamento, vinha sendo privado da liberdade desde novembro de 2014. Apesar da 'alegada complexidade do caso', o colegiado entendeu que não há justificativa plausível para manter a prisão preventiva 'diante da excessiva demora p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários