Desde o dia 28 de janeiro, as famílias com filhos que necessitam do medicamento somatropina para tratamento hormonal estão passando dificuldades. Isso porque o remédio, que deve ser ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS) por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Ses), está novamente em falta nas unidades de saúde do Estado. A mãe e dona de casa Ana Santiago, 40 ano...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários