A Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju) se pronunciou hoje sobre a abertura do inquérito para apurar problemas relacionados à atuação da empresa Umanizzare na gestão dos presídios Tocantinenses. Para a Seciju, “a intervenção do Ministério Público Estadual (MPE-TO) se mostra tardia, considerando que os contratos de terceirização existem há mais de 5 anos no Estado, n...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários