Após deliberações homologadas pela Justiça Federal durante audiência sobre o Plansaúde, o Sindicato dos Médicos (Simed-TO) emitiu nota orientando os profissionais a não se credenciarem no novo edital de credenciamento do plano como pessoa jurídica, regra imposta no novo documento que causou descontentamento tanto do Simed quanto do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos d...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários