A Operação Matrix cumpriu seis mandados de busca e apreensão contra servidores e ex-servidores do Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran/TO), além de despachantes investigados por inserir informações falsas no sistema “DetranNet”. Os crimes teriam ocorrido durante dois anos, entre 2019 e 2020, e os mandados foram cumpridos em endereços de Palmas e também de Goiânia (...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários