Após um motim que levou a morte de um detento e deixou nove pessoas feridas na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) na última terça-feira, 26, a Defensoria Pública do Tocantins oficiou a direção da unidade e a Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça a prestarem informações sobre o ocorrido e provas dos acontecimentos, como imagens das câmeras de segurança....

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários