O ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, disse neste domingo (21), após o primeiro dia de prova do Enem, que o conteúdo do exame mostra que não houve interferência ideológica nas questões. Mas argumentou que alguns dos itens talvez não entrassem na prova caso ele pudesse decidir sobre isso. "Se tivesse nossa interferência, hipoteticamente, poderia ser qu...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários