O Projeto de Lei 30/2018 aprovado em 1º turno pela Câmara de Vereadores deverá ser retirado de pauta, uma vez que, conforme a avaliação do Ministério Público Estadual, as emendas sugeridas pelos parlamentares descaracterizaram a finalidade da proposta que é proibir a perturbação do sossego público. O assunto foi debatido em reunião entre a procuradora de Justiça Ana Pa...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários