Após o “climão” na reunião do Conselho do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e os protestos dos servidores do órgão reivindicando o pagamento de direitos e valorização do trabalhador, o procurador de Justiça Ricardo Vicente da Silva voltou a falar do assunto em nota publica. Na nota, o procurador afirma que nenhuma declaração realizada ocorreu de forma desres...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários