A cada vistoria realizada em presídios, a sociedade se pergunta como armas, aparelhos celulares e entorpecentes chegam até os presos. Em entrevista à TV Anhanguera, um funcionário da empresa Umanizzare Gestão Prisional Ltda revelou como funciona o esquema de entrada no Centro de Prisão Provisória (CPP) de Palmas e os valores para cada objeto. Ontem, foram realizadas r...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários