A Prefeitura de Porto Nacional contratou por 25 anos o aterro sanitário de uma empresa, sob regime de concessão, para desativar o lixão da cidade. Os serviços, que são executados pela Base Fortins Soluções Ambientais LTDA, conforme o documento que o Jornal do Tocantins teve acesso, o contrato tem o valor anual de R$ 2 milhões. Durante todo o período de vigência, o valor ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários