No dia 6 de novembro de 2017, o policial militar aposentado João Carlos Martins atirou contra Edsandro Celestino da Silva em Araguaína, Norte do Estado, acreditando que ele era o indivíduo que teria assaltado sua filha. Diante do crime, o Ministério Público Estadual (MPE-TO) ofereceu uma denúncia contra o agressor, que causou debilidade permanente e outras lesões na v...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários