Os casos leves e moderados da Varíola dos Macacos, no Tocantins, serão atendidos e identificados precocemente pela Atenção Primária à Saúde (APS), composta pelas Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Saúde da Família e Centros de Saúde da Comunidade. É o que trouxe o Plano de Contingência para a Monkeypox (MPX), divulgado pela Secretária de Estado da Saúde(SES-TO), n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários