Desde o início da Operação Maria da Penha no Tocantins, iniciada no dia 20 de agosto, a Polícia Civil realizou, em sete cidades do Estado, 11 prisões de suspeitos em flagrante, 42 inquéritos policiais instaurados, 30 medidas protetivas de urgência e 32 ocorrências registradas na delegacia, em razão da condução pela PM. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP) ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários