Em Decreto publicado nesta sexta-feira, 10, a prefeita de Palmas Cinthia Ribeiro (PSDB) determinou o fechamento do comércio da capital por 14 dias a partir de segunda-feira (de 13 a 27 de julho) ente 20h e 5h do dia seguinte. A medida, conforme o texto, quer "diminuir a circulação de pessoas" no período noturno para o enfrentamento da pandemia de coronavírus (Covid-19).
 
Havia expectativa de que a tucana decretasse toque de recolher, medida que ela antecipou no dia 25 de junho à TV Anhanguera. Conforme o decreto, não há toque de recolher e as pessoas podem circular livremente.
 
Estão liberados a funcionar os serviços médicos e hospitalares, farmácias e laboratórios, serviços funerários, de táxi e aplicativos, transporte de cargas e gêneros alimentícios, telecomunicação e delivery. Os postos de combustíveis estão permitidos, mas sem o funcionamento das lojas de conveniência.
 
Quem descumprir está sujeito a penalidades administrativas, cíveis e criminais. Se o estabelecimento repetir o descumprimento, poderá ter o alvará para a atividade comercial cassado.
 
A fiscalização será feita pelas secretarias municipais de Segurança e Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais e Saúde, por meio da Vigilância Sanitária.