A capital mais jovem do país apresentou resultados satisfatórios em hábitos de vida saudáveis, protagonizados pelas mulheres palmenses. É o que aponta a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), orientada pelo Ministério da Saúde. O estudo entrevistou adultos maiores de 18 anos entre fevereiro e dezembro d...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários