Para acompanhar a política ambiental estadual e a concessão de benefícios nas tarifas elétricas de empresas com histórico de poluição, que não estejam de acordo com a legislação ambiental, o Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou na última sexta-feira, 17, um procedimento administrativo. Para o promotor de Justiça Regional Ambiental do Alto e Médio Aragua...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários