Um estudo realizado por técnicos da ONG SOS Mata Atlântica indica que um trecho de 300 km do Rio Paraopeba está morto. Não foram detectados sinais de vida aquática em 305 quilômetros do rio e seus afluentes, que foram percorridos por integrantes da fundação. Conforme o levantamento – cujos detalhes foram divulgados pelo jornal O Globo --, a água do rio está impróp...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários