A Justiça prorrogou por mais cinco dias a prisão temporária do vereador de Araguaína Gilmar de Oliveira Costa, ou Gilmar da autoescola, como era conhecido. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual (MPE-TO), com o intuito de assegurar o término das investigações sobre um possível esquema de fraudes em emissões de CNH no município de Araguaína, no Norte do E...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários