Oitenta e seis detentos que estão recolhidos na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas deverão ser removidos para outras unidades prisionais devido o risco iminente de morte. A decisão foi dada pelo juiz de Direito Luiz Zilmar dos Santos Pires, titular da 4ª Vara Criminal e das Execuções Penais da Capital, após uma visita de rotina na unidade durante a manhã de onte...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários