O juiz José Ribamar Mendes Júnior manteve a sentença do juiz Cledson Nunes que manda a júri popular o empresário Bruno Teixeira da Cunha, 38, acusado de mandar matar o empresário Elvisley Costa e Lima, em janeiro de 2020, em um estacionamento da avenida Palmas Brasil, em Palmas.   Após a sentença de pronúncia, do dia 1º de julho, a defesa do empresário ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários