O Judiciário é, por definição, um Poder solene, sisudo, que requer meneios de cabeça, comportamentos sóbrios e postura formal. As próprias vestimentas de magistrados, advogados e demais atores do mundo jurídico criam, por si sós, um ambiente austero, que exige certo cuidado, jogo de cintura para transitar no meio e polidez no trato.
 
Ninguém duvida do poder de uma gravata.…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários