O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o município de Holambra a indenizar uma mulher que teve hemorragia interna e ficou 26 dias na UTI após ter tomado uma medicação errada e fornecida pelo SUS. O valor fixado foi de R$ 30 mil a título de danos morais. A mulher desenvolveu problemas cardíacos e teve que passar por cirurgia, tudo comprovado por um laudo…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários