Dídimo Heleno

A companhia aérea Azul foi obrigada a embarcar, na cabine do avião, o coelhinho “Blu”, acompanhado da sua dona, que é advogada. O juiz mineiro Leonardo Guimarães considerou que se trata de um animal “de suporte emocional” em razão das inúmeras fotos que viu da sua dona e de seus familiares com o bichinho, “notadamente nos momentos em que esta passou…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários