Dídimo Heleno
 
Um motorista embriagado, assim como a sua esposa, foram condenados a pagar indenização à família da vítima que faleceu após a colisão que ocorreu numa rodovia. A esposa foi condenada por ser a proprietária do veículo. O valor da indenização, entre danos morais e emergentes, somam mais de 200…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários