Máscara em condomínio

Dídimo Heleno

Um morador se recusava a usar máscara na área comum do condomínio onde mora. O juiz da 10ª Vara Cível de Santos (SP) determinou que ele utilize a proteção facial, sob pena de multa de 500 reais a cada violação, observando-se o limite de 30 mil reais. 

Segundo o síndico, ele foi advertido diversas vezes, mas se…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários