Será limitada a aplicação de uma lei relacionada à obstrução de um processo oficial que fundamentou a condenação de 200 pessoas envolvidas na invasão do Capitólio, nos Estados Unidos. A decisão é da Suprema Corte. Com isso, novos processos serão levados a julgamento e pode até beneficiar Donald Trump, que é acusado de estimular a invasão. 

Pela nova decisão, caso uma pessoa seja condenada por obstrução em um processo oficial, a promotoria tem obrigação de comprovar que ela danificou documentos ou efetivamente impediu que o processo seja concluído ou iniciado. 

A decisão foi criticada pelo secretário de Justiça, Merrick Garland. “O dia 6 de Janeiro foi um ataque sem precedentes à pedra angular do nosso sistema de governo: a transferência pacífica de poder de uma administração para outra. Estou decepcionado com a decisão de hoje (sexta-feira) que limita uma importante lei federal que o Departamento tem procurado utilizar para garantir que os principais responsáveis por esse ataque enfrentem as consequências apropriadas”, escreveu Garland, em comunicado.