O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região emitiu entendimento no sentido de que a  gravação de audiência realizada sem o conhecimento dos presentes, especialmente do juiz, não pode ser utilizada como prova por ofender princípios do processo judicial, como ética, transparência, lealdade, boa-fé e cooperação.
 
No caso, um trabalhador e seu advogado…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários