Dídimo Heleno

Quando o desembargador José de Moura Filho, já aposentado do TJ-TO, julgou a Apelação Cível nº 0019530-70.2017.8.27.0000 ficou consignado que “o fiador tem o benefício de ordem na execução devendo executar primeiramente o devedor principal e, se frustrada a execução, cabe dirigir a execução ao fiador. É ilegal a execução manejada diretamente em face do…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários