É possível que uma criança tenha em seu registro os nomes de duas mães e dois pais? Agora, sim. O juiz Mábio Antônio Macedo, da 5ª Vara Cível de Goiânia (GO), decidiu que uma criança fosse registada pelos pais biológicos e por uma tia-avó e um tio-avô, considerados “pais socioafetivos”. 
 
O juiz disse que os pais socioafetivos atendem pelo melhor…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários