Dídimo Heleno

Um banco foi condenado a pagar 4 mil reais por danos morais a um cliente por conta na demora injustificada na baixa do gravame de um veículo, que é um registro feito pelo Detran e que restringe a transferência do bem. Essa decisão é do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. 

Os julgadores citaram precedentes da própria Corte Potiguar, destacando que…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários