Uma empresa de seguros irá indenizar um consumidor por deixá-lo esperando após a solicitação de reboque oferecido pela seguradora. Embora a empresa oferecesse assistência de 24 horas, o homem só foi atendido após mais de 10 horas, o que teria afrontado a sua dignidade, resultando na responsabilidade empresarial. 

A decisão é da 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais de Brasília (DF). O julgador levou em conta o fato de a própria seguradora ter reconhecido as dificuldades de enviar o guincho e ressaltou a falha na prestação do serviço, tendo fixado o valor de R$ 2.500,00 pelos danos morai. (Processo 0719282-48.2023.8.07.0020).