Dídimo Heleno

Foi negado pela 6ª Vara de Ribeirão Preto (SP) o pedido de reconhecimento de vínculo empregatício de um cobrador externo e um escritório de advocacia. A alegação do autor da ação é no sentido de que ficava à disposição e que prestava serviços com pessoalidade, habitualidade, onerosidade, alteridade e subordinação jurídica. 

Todo o…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários