Condenado por negligência, o Hospital e Maternidade Dom Orione, em Araguaína, deve pagar R$ 200 mil a título de danos morais a casal que sofreu o aborto do primeiro filho na unidade hospitalar. A indenização ainda deve ter o valor corrigido a partir da data da decisão e acrescido de juros moratórios de 1% ao mês, a partir da data do óbito, ocorrido em maio de 2009. A senten...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários