O Estado do Tocantins foi condenado a pagar R$ 200 mil para o mestre de obras Saul Segundo da Costa, de 37 anos, que ficou paraplégico após um acidente de trânsito envolvendo um veículo do Governo, em Dianópolis, a 320 km da Capital. A sentença, publicada nesta segunda-feira, 30, também determina que o Estado pague pensão vitalícia à vítima de R$ 2 mil por mês. Conforme a deci...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários