A taxa de ocupação de leitos clínicos para Covid-19 nos hospitais HGP (Hospital Geral de Palmas) e HIP (Hospital Infantil de Palmas) atingiu 100% de ocupação nesta quarta-feira, 22. 
O dado está no painel IntegraSaúde mantido pelo governo estadual.
 
No HGP os 20 leitos estavam ocupados assim como os 3 leitos clínicos exclusivos do Hospital Infantil na capital. A taxa dos leitos clínicos estava crítica também no Reigonal de Xambioá com 88% (apenas uma vaga nos 8 leitos) e quatro vagas no Hospital Regional de Gurupi (HRG) com 73% de ocupação (11 dos 15 ocupados).
 
Jefferson Souza Leite, é esposo de uma funcionária de uma farmácia da capital que está há 8 dias internada na UPA relata o drama da fila dos leitos clínicos do HGP. “Estamos pedindo socorro”. Na avaliação do esposo, Diapuníria Carvalho, de 36 anos, não consegue respirar sem auxílio de oxigênio, está com o quadro agravando e precisa de cuidados intermediários. 
 
“Minha esposa ela começou os sintomas há 15 dias, até quando estado dela piorou e tem ou menos 8 dias que está internada na UPA, agora estamos tentando transferir ela para o HGP mas não tem leito, é o que dizem aqui, e quando aparece um leito tem sempre alguém pior e acaba transferindo primeiro”.  
 
UTIs
 
Na Taxa de Ocupação de Leitos de UTI Covid-19 a situação mais crítica era do HRG (Hospital Regional de Gurupi) com 80% dos leitos ocupados: apenas duas vagas de 10 disponívieis.
NO HGP, havia 55% das vagas de UTI ocupadas (11 de 20), mas o local estava sem receber paciente por falta de plantonista, segundo fontes médicas do hospital. “A enfermaria está lotada e nas UTIs está sem receber paciente por falta de plantonista, porque há muita gente afastada com Covid”, diz uma fonte ouvida pelo JTO.