Quatro corretores, suspeitos de praticarem sonegação fiscal no comércio de cereais, estão presos na Casa Provisória de Araguaína, Norte do Estado, após a deflagração da Operação Falsário na última quarta-feira, 13. A ação da Polícia Civil é um desdobramento da Operação Joio, realizada no ano passado, para investigar um grupo criminoso que criava empresas e falsificava documentos para emissão de notas fiscais fraudulentas sob a venda de ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários