A noite da última quarta-feira, 16, terminou com uma movimentação intensa de servidores no Diário Oficial do Estado (DOE). O Governo anulou a exoneração feita no último dia 1º de janeiro de pelo menos 310 mulheres grávidas ou em período de licença maternidade, além de mais 178 profissionais da área da saúde. Na publicação, o Governo também já fixou que logo após o afastamento p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários