A Justiça intimou nesta semana o secretário da Saúde de Palmas e o Procurador Geral de Palmas a prestarem esclarecimentos sobre a falta de medicamentos na Capital. A intimação atende a uma Ação Civil Pública proposta pelo Núcleo Especializado de Defesa da Saúde (Nusa) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) em conjunto com o Ministério Público Estadual (...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários