Cerca de cem metros separam a casa onde morava Raíssa, menina de 9 anos assassinada no Parque Anhanguera no último domingo (29), e o adolescente de 12 anos que confessou o crime. Na Rua Vicente José dos Santos, no Morro Doce, na zona norte de São Paulo, vizinhos estão assustados com o homicídio e ainda céticos sobre a capacidade do garoto executar a...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários