Apontado pela Polícia Federal na Operação Flak como o homem constrói e cuida de pistas clandestinas de pouso no Suriname e do abastecimento dos aviões naquele país, Raimundo Prado Silva aeronaves da organização que passam por aquele país, Raimundo Prado Silva pediu a revogação de sua prisão para que então se apresente à Justiça Federal. Deflagrada em sua fase ostens...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários