O caminhoneiro Osvaldo Camargo de Lacerda teve o diagnóstico de Covid-19 em Colinas do Tocantins e acabou sendo transferido para o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) em Araguaína. A distância dos familiares deve diminuir com a chegada do filho Cleiton Lacerda, que embarcou por volta das 11 h em Curitiba para vir acompanhar a recuperação do pai.
 
A irmã dele, Keila Lacerda, encontrou os contatos do JTo após ler matéria sobre a recuperação de pacientes no Estado e decidiram se mobilizar para acompanhar o tratamento do pai. “Eu e minha família moramos em Curitiba, meu pai é caminhoneiro e está internado no hospital em Tocantins, e chorei com essa matéria pq me deu muita esperança. Obrigada”, escreveu.
 
Segundo Keila, o pai estava em colinas de Tocantins, foi transferido para Araguaína. “Estamos a caminho da rodoviária de Curitiba, se Deus quiser vamos trazer ele para casa”, disse, ao telefone pouco antes de embarcar o irmão que virá de ônibus. Ele foi o escolhido porque deve retornar com o caminhão do pai.
 
“Vai ser meu irmão que tá aqui comigo , pq ele sabe dirigir caminhão e vai trazer o caminhão q está em colinas”, diz. Segundo Keila, a família fez uma vaquinha. “Até sábado ele está aí, são dois dias para chegará aí de ônibus , estamos com esperança de poder trazer o pai junto se Deus quiser”.
 
Ela disse que a busca por notícias do pai criou uma rede de contatos no Tocantins. “Não conheço ninguém na verdade, eu conheci o jornal pq eu estava desesperada atrás de notícias do meu pai, pq só sabia que ele estava internado em Tocantins, aí eu liguei e mandei mensagem em todas as páginas de notícias e grupos de Tocantins , e assim consegui contato do hospital onde meu pai estava, e tbm vários moradores dai, tbm acabaram fazendo amizade comigo e orando pela saúde do meu pai”.